Posts Recentes

Uma Proposta e Nada a Mais, de Mary Balogh (O clube dos sobreviventes #1)

11 abril 2018


Mary Balogh estreia a série O Clube dos Sobreviventes com o livro "Uma Proposta e Nada Mais". Lançado pela Editora Arqueiro no mês de março de 2018, o livro traz a história de Gwen e Hugo, duas pessoas que possuem marcas na alma, mas que vão se encontrar um no outro. 

Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela. Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa. Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.

Ficha Técnica:
Título: Uma Proposta e Nada Mais | Autora: Mary Balogh | Ano: 2018 | Páginas: 272 | Idioma: português | Editora: Arqueiro | Gênero: (i) Romance de época 
Livro cedido em parceria com a editora


Fazia muito tempo que eu não lia um romance tão poderoso e com uma carga dramática nos personagens tão intensa. Foi o meu primeiro contato com a autora e já estou louca para ler os outros livros dela. Personagens reais, com bagagem de vida reais, eu não poderia ter saído mais satisfeita que isso. 

Aqui nós temos uma personagem feminina chamada Gwen, possui 32 anos, é viúva e passou os últimos 7 anos desde que seu marido faleceu, se dedicando a ter paz e sossego, morando com a mãe na propriedade da família. É ao visitar uma amiga em uma cidade praiana, que ela vê todo o seu mundo de paz e silêncio ser ameaçado pelo homem mais taciturno que ela já conhecera, Hugo ou Lorde Trentham, um herói de guerra.  

Lorde Trentham, ou Hugo, é um homem de 33 anos que já passou muito tempo na Guerra. É conhecido como um herói, por ter liderado uma missão suicida, mas que levou o país a vitória. Assim como todos os sobreviventes do clube, Hugo tem manchas na alma que deixam qualquer um pensando que ele teria tudo para ser um homem amargo e infeliz, mas ao herdar toda a herança do pai, um negociante muito rico, acaba tendo que assumir responsabilidades que antes ele não tinha. Após uma brincadeira entre os companheiros, Hugo vai até a praia para pensar, imaginando que nunca encontraria uma mulher que poderia se tornar sua esposa, devido a sua necessidade de se apresentar a sociedade como um homem casado, mesmo que ele detestasse a aristocracia, mas ele não esperava encontrar Gwen. 

É um romance que acontece de uma forma tão maravilhosa, tão sutil, mas ao mesmo tempo muito intensa. Temos aqui personagens reais, maduros e com uma bagagem de vida que torna suas vidas interessantes. Além disso, Mary Balogh soube exatamente como conduzir essa história, seus diálogos são ricos, não são vazios, possuem sentimentos escondidos, e bem evidenciados as vezes, em cada linha, em cada parágrafo. Sua narrativa é fluída e linear, desenvolvendo os personagens, mostrando-os quando necessário e escondendo-os também. Que é o caso do personagem masculino, Hugo, que possuí uma introversão, uma timidez quase imperceptível e muita insegurança sobre si mesmo.

"Ele me assusta um pouco, embora não saiba explicar a razão. Não é medo de me afogar. Acho que o mar nos lembra do pouco controle que temos sobre a vida, por mais que tentemos planejar e organizar tudo com cuidado. Tudo muda da forma mais inesperada e tudo é assustadoramente imenso. Somos pequenos demais." Pag. 76

A história se encaminha para um rumo que eu já esperava, mas as lições que a autora coloca são muito mais grandiosas, porque ela traz um drama pesado sobre recomeço, sobre pertencimento, sobre a vida e sobre o sentimento de se sentir seguro, de forma sutil e natural. Os personagens, ambos com suas bagagens de vida, são intensos, honestos e maduros, não há tempo para aquele chororô, eles simplesmente são eles mesmos e vivem, mesmo tendo um certo perigo daquilo não dar certo.

Eu poderia ficar falando por horas sobre pertencimento, que é o que eu acho que esse livro fala sobre. É sobre pertencer a algum lugar, sobre pertencer a um sentimento, é sobre ter o sentimento de pertença. O final não poderia ter sido mais lindo, fiquei emocionada com as palavras "venha fazer parte do meu mundo" e ambos arriscando, porque o amor ele é lindo e a vida também.

Em suma, Uma Proposta e Nada mais, é um livro de romance de época que traz personagens reais e carismáticos, eles te fazem comprar suas brigas e suas histórias, te fazem torcer para eles, individualmente e como um casal. Até o momento do ano, é o romance de época que mais me fez feliz, portanto, leiam que vale super a pena!

Comentários
12 Comentários

12 comentários :

  1. Tenho visto muito esse livro nas redes.
    Gosto dessa capa e o enredo me chamou atenção, apesar de não ser um tipo de leitura frequente.

    Gostei de saber que até agora foi o romance de época que mais te fez feliz. Me animou bem!

    Beijos

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  2. Amo romances poderosos e esse consegue ser sutil como mencionou. Gosto de narrativas fluidas e lineares e ainda com lições grandiosas, com certeza quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi! Gosto muito de romances de época e estou muito ansiosa para ler esse livro, apesar de não ter gostado da capa eu adoro a autora e sei que vale muito a pena. Me encantei com a autora em Os Bedwyns e já falaram que essa não fica para trás.


    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu amo romance de época e estou muito ansiosa para ler esse livro. Ainda não li nada dessa autora, mas vejo bastante crítica positiva sobre os livros dela e acho que vou começar por esse livro que me chamou muita atenção e saber que o livro lhe fez mais feliz até agora me convenceu mais ainda.

    Beijos!
    https://www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Anelise!
    Eu não gosto de romances de época, então já é difícil ficar interessada em algum livro do gênero. Eu não conhecia esse e nem a autora, mas lendo a sua resenha e conhecendo um pouco mais da história, não fiquei curiosa com a trama.
    Dessa vez, passo a dica.
    Bjss

    http://umolhardeestrangeiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nunca li nada da autora e confesso que não gosto desta capa, mas sua resenha me chamou a atenção para esta questão do pertencimento, porque acho que nunca li anda que intensificasse esse sentimento e acho que posso me emocionar também com o final.
    Valeu pela dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Esse livro é maravilhoso e fui conquistada logo nos primeiros capítulos. Mary Balogh é uma das minhas preferidas nos romances de época e acho que foi muito feliz em trazer uma trama rica com um casal bem diferente, além de nos presentear com personagens como a turma do Clube dos sobreviventes.
    Estou ansiosa pelos próximos livros.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    Eu sou apaixonada por romances de época!
    Eu já li o livro e gostei muito da história, não vejo a hora de ler os próximos e estou na expectativa de que a editora publique toda a série. Para mim, foi uma ótima leitura.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bom?

    Eu já li esse livro e também foi o meu primeiro contato com a autora e mal posso esperar para conhecer as histórias do restante do Clube <3 Fiquei encantada com a rica personalidade dos personagens e como a autora foi bastante precisa em cada dialogo e acontecimento na história. Eu adorei a sua resenha e concordo com tudo o que você falou. Esse livro é incrível ♥

    Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Esse livro está sendo bem divulgado nas redes sociais, já li duas resenha sobre ele e essa é a terceira. O livro tem uma capa linda e tem uma boa premissa, mas eu não gosto de romance de época, infelizmente. Adorei as fotografias e a resenha.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  11. Olá!

    Confesso que estava passando esse livro, não sei, mas a capa (sempre ela) não me despertou a atenção necessária para me da vontade de ler. Porém sua resenha mostrou que estou julgando muito mal e estou perdendo uma história incrível, você falou de uma forma apaixonante que me convenceu a ler o livro assim que possível. Então, obrigada pela dica.

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá Anelise,
    Você acredita que ainda não li nada dessa autora? Eu sou viciada no gênero, mas não tive tempo de ler nada dela. Fiquei muito contente com sua resenha e achei muito legal você ter dito que, mesmo que a história encaminhasse por algo que você esperava, ela trouxe grandes lições.
    Vou anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir